[R] - Star Wars: Dark Disciple, de Christie Golden

28.9.16

Antes de começarem a ler essa resenha, vocês precisam ter em mente que eu amo a Era dos Prequel. Sim, sei que ela tem suas falhas – sim Jar Jar Binks e Mid-Clorians –, mas ainda assim, eu amo os Jedi e como durante essa época existiam dez mil seres usando Sabres de Luz e espalhando a paz pela galáxia. Além, é claro, das Guerras Clônicas, o maior conflito da nova era canônica (devo admitir que em escala, o conflito das Guerras Clônicas foi maior do que a Guerra Civil Galáctica).


Agora, em Dark Disciple – ou Discípulo Sombrio, numa tradução livre já que o livro não foi publicado aqui no Brasil ainda (Aleph, faça acontecer) – nós nos encontramos com Asajj Ventress mais uma vez; agora, porém, depois de quase três anos de guerra e de uma traição de seu mestre, ela trabalha como Caçadora de Recompensas.

Quilian Vos
Enquanto isso, no Templo Jedi em Coruscant, o Conselho Jedi decide que chegou a hora de acabar com a guerra e, para isso, eles precisam assassinar Conde Dukan, mesmo que isso vá contra os princípios Jedi. Para a missão, eles enviam Quinlan Vos, um Jedi com a habilidade especial da psicometria, ou seja, ele é capaz de ver a história de um objeto apenas por tocá-lo. Sua missão, contudo, envolve ganhar a confiança e convencer Ventress a ajudá-lo nessa empreitada.
A situação começa sair do controle quando, para conseguir cumprir sua missão, Vos precisa flertar com o Lado Negro da Força. Ele precisa dominar o poder sem que isso o consuma completamente. Ventress o introduz as sombras e o obriga a fazer coisas terríveis, mesmo que isso signifique contrariar tudo que acreditou durante toda a sua vida.
Aos poucos, uma paixão proibida começa a tomar conta dos dois. Vos considera, até mesmo, deixar a Ordem Jedi para poder ter um futuro ao lado de Ventress, isto é, se eles forem capazes de assassinar o poderoso Lorde Sith e acabar com a ameaça Separatista.

Asajj Ventress
No dia do grande assalto contra o Conde, a intervenção inesperada de General Grievous causa a prisão de Vos e, Ventress, quase não escapa com vida. A mulher, desesperada e já não se importando com qualquer outra coisa que não seja Vos, gasta até seu último centavo em uma missão de resgate, mas que no fim, depois de uma elaborada manipulação por Dukan, culmina na queda total de Vos para o Lado Negro da Força. Ira e vingança consomem seu coração, sua mente e sua vontade.

O livro adapta alguns dos últimos roteiros da serie animada “The Clone Wars” que nunca chegaram a ser produzidos, pois a compra da Lucas Films pela Disney cancelou a série – infelizmente. Cheio de paixão, batalhas épicas, personagens maravilhosamente construídos, além de um enredo muito bem trabalhado, cheio de reviravoltas e um final emocionante e surpreendente, Dark Disciple é uma leitura obrigatória para todos os fãs de Star Wars, ainda mais aqueles, como eu, querem conhecer todo o universo canônico dessa maravilhosa franquia.

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo