[E] - 5 Maneiras de manter sua história pegando fogo

16.10.16

by Jerry Jenkins | tradução de Leandro Zapata
1. Introduza conflitos. Se uma cena para, seus personagens provavelmente serão legais uns com os outros. Lembre-se: conflito é o motor da ficção.
Por exemplo, diálogos criados simplesmente para dar ao leitor informações importantes podem ser fatais. Se soar não natural, como contanto, é entediante. Seu trabalho é para perturbar o status quo. Imediatamente, faça um personagem descordar ou insultar o outro (hey, é divertido e funciona).
Exemplo: “Claro que você vai dizer isso, você sempre fica do lado dela. Ela leva você pela orelha, e você nem percebe.”
Naturalmente, o outro personagem irá responder defensivamente, talvez com raiva. E, de repente, o leitor foi capturado outra vez.
2. Introduza competição. Dê a dois personagens principais o mesmo objetivo e assista as faíscas voarem. Fazer eles se apaixonarem pela mesma pessoa? E eles estão concorrendo pelo mesmo trabalho? Estão competindo pelo mesmo prêmio?
3. Introduza Surpresa. Tenha cuidado para não transformar isso em um clichê, mas faça toda uma explicação lógica para, então, encerrá-la completamente diferente Em um livro policial, fiz meu detetive mandar seu time vasculhar o carro de um suspeito, “mas salvem o porta-luvas para mim”, porque é onde ele sabia que estaria a arma do assassinato. Eu detalhei uma procura cuidadosa e descrevi sua varredura dramática pelo porta-luvas, apenas para encontrar coisas normas – nada de arma. (Eu fiquei tão surpreso quanto ele).
É muito melhor seguir uma história do que maquiná-la.
4. Introduza um novo personagem. Eu comecei Deixados para trás com a linha “O pensamento de Rayfod Steele estava em uma mulher que nunca tinha tocado”. Eu imediatamente estabeleci que ele é está pilotando um 747, tem mulher e filhos, e ainda assim está sonhando acordado com um adultério. Isso é à beira picante para um romance no mercado inspiracional, e mesmo que eu não tenha prosseguido com quaisquer detalhes gráficos, é possível ver como essa justaposição só deu ao leitor o suficiente para ficar curioso – e pareceu ajudar o romance a ser um sucesso.
5. Mantenha algumas coisas para si. Dê ao leitor crédito e deixo-o descobrir algumas coisas por si só. Isso não significa que você pode trapacear e segurar alguns detalhes que ele precisa para fazer a experiência de leitura satisfatória. Dê a ele pistas o suficiente para que ele diga depois: “eu deveria ter percebido isso!”
Mostre, mas não diga, mas mostre tudo.
Fonte: http://www.jerryjenkins.com/writing-as-a-process-of-discovery/

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo