[R] - Resenha: Icipiens, de Jessica do Nascimento

3.11.16

Quando recebi o livro da nossa primeira autora parceira, Jessica do Nascimento, confesso que fiquei um pouco receoso, afinal, a grande maioria dos livros nacionais que tinha lido até então não foram os melhores. No entanto, me surpreendi com uma história muito bem escrita, sem erros graves de português e com grande potencial para se tornar um dos livros mais vendidos do Brasil.
Na história, conhecemos Alice, uma personagem interessante e cheia de princípios, que vive em minha querida São Paulo. Órfã, ela sempre imaginou como seriam seus pais biológicos que a abandonaram em um orfanato pra crianças. Até que um dia, quando a maioridade se aproximava, ela foge para encontrar Pedro, seu amor de infância, de modo que eles pudessem viver juntos. Todavia, seus planos são frustrados quando ela descobre que ele seguiu com a vida e já nem se lembra dela.
Leitora como é, ela vai até uma biblioteca, onde encontra um livro estranho, antigo e com o nome “Cank: o Livro dos Mistérios” na capa. Então, antes que ela pudesse perceber, ela é jogada através de um portal para o estranho, distinto e perigoso mundo de Cank, onde seus melhores sonhos e piores pesadelos se tornam realidade. Sua verdadeira história começa ali, e Alice precisa fazer o possível para encontrar seu caminho para casa, apesar de não ser uma tarefa das mais fáceis.
Apesar do começo um pouco clichê, porém um bem trabalhado, a história logo se torna extremamente cativante, capaz de nos prender do início ao fim. Isto é, se você conseguir aguentar as frescuras da personagem principal, já que ela é extremamente indecisa quando o assunto é certo moreno chamado Victor. Alice – e não é a primeira das personagens que conheço com esse mesmo tipo de frescura – me irritou desde o momento em que ela encontrou Victor pela primeira vez. Mas, ao mesmo tempo, eu fiquei o tempo todo curioso para saber se Alice cederia ou não às suas vontades – o que, em minha opinião, ela devia fazer sem nem pensar duas vezes.
Todavia, nem tudo são flores. Incipiens foca demasiado tempo demais no “relacionamento” de Alice e Victor, o que me fez esperar tempo demais para a ação, a aventura e os mistérios do livro começarem. Apesar de que, quando começam, você não consegue parar ler!
Repleto de misteriosos personagens, uma jornada épica, magia e uma mitologia que aos poucos vai sendo introduzida a nós, Incipiens reúne tudo os que os fanáticos por fantasia buscam nos livros. Uma protagonista de personalidade forte, um perigoso rei, um cavaleiro sombrio em redenção, um príncipe belo que está sempre tentando salvar sua princesa de calças jeans – não que ela precise de um salvador –, objetos lendários com uma magia poderosa e as descobertas de um novo mundo. Ansiosamente espero pelo segundo livro da saga, para ver qual será o futuro de Alice e seus companheiros.

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo