[E] – O imensurável valor de ler os livros de outro autor

10.4.17

por Jerry Jenkins | traduzido por Leandro Zapata
Ler outros grandes trabalhos de escrita inspiram-me a escrever meu melhor. Então, sempre que eu estou me aproximando de um prazo, eu leio outro livro ao mesmo tempo.
Eu procuro por algo totalmente diferente daquilo em que estou inserido no momento: se estou escrevendo um romance, lerei um de não-ficção; e vice-versa. A leitura me permite escapar da obsessão de meu próprio projeto sem me jogar para fora dele. A parte importante é dar a sua mente uma pausa de seu trabalho enquanto você mergulha na experiência criativa de outra pessoa.
Enquanto escrevia Armagedom, da série Deixados para Trás, eu reli How to Grow a Novel, de Sol Stein. O subtítulo é “Os erros mais comuns dos escritores e como superá-los”. A capa refere-se a Sol como “um editor, romancista e premiado professor de escritores” e ao livro como “um workshop na forma de livro”.
Tendo ido a um dos finais de semana de ficção de Sol, eu descobri que a descrição estava correta. Apenas por que o achei tão acessível em pessoa que me peguei chamando-o pelo primeiro nome, mesmo ele sendo 20 anos mais velho.
Alguns anos depois, a Biblioteca Moderna reuniu um painel para nomear os melhores livros de não-ficção do Século XX. Dois livros que Sol editou estavam na lista. Mas ele é mais conhecido por seus nove romances e os incontáveis livros que ele editou.

O que eu aprendi ao ler os livros de Sol Stein:

- Cave fundo para tocar fundo. “Nos estágios iniciais no desenvolvimento de uma história, faz bem basear a história em uma experiência emocional da sua vida.”

- Comemore o sofrimento. “Alguns escritores sofrem quando escrevem. Eu me arrependo da dor e sou grato de reportar que quando um mestre a arte, a dor transparece e o prazer de ser capaz de controlar o resultado pode trazer a segunda melhor sensação da vida: a criação de um texto que levanta as emoções dos leitores distantes.”

- Posição e oposição. “O motor da ficção é o conflito – alguém querendo algo e saindo para conseguir. E se você o deixar conseguir isso imediatamente, você está matando a história. Ele não pode conseguir por que uma montanha ou um homem que está em seu caminho; natureza e natureza humana em oposição à conquista. Sem essa oposição, a ficção é um veículo sem motor.”

- Desvende a sua história. “Você pode começar com um incêndio na cozinha que é perigoso para a casa inteira (melodrama), ou você pode colocar uma caneca para ferver e borbulhar, enquanto você mostra os personagens atuando em uma situação que vai aos poucos se agravando. Um conflito desenvolvendo em um grande evento que irá prender a curiosidade, preocupação e, talvez, encantamento do leitor, que estará preso à sua história como se tivesse sido colado.”

Escritores devem ser leitores, então, leia algo bom enquanto estiver escrevendo seu próximo projeto. Eu prometo que irá afetar seu trabalho atual.

O que você está lendo atualmente? E escrevendo? Quero saber nos comentários!

Fonte: http://www.jerryjenkins.com/the-priceless-value-of-reading-other-writers/

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo