[E] – Como planejar seu livro – Pt. 1

24.7.17

por Jerry Jenkins | tradução de Leandro Zapata
Eu sei o que você está pensando:
Como um autor de 190  livros, sendo dois-terços desses romances, vem e me diz: “Como planejar seu livro”, quando ele mesmo já deixou publicamente claro que não é um planejador? Hey, não apenas isso, mas nós não-planejadores temos um nome! Nós nos chamamos Pantsers.


Okay, não é muito criativo. Significa apenas que escrevemos sentados e vestindo calças. Nós poderíamos até ser considerados trapezistas, mas daqueles que andam nos fios sem uma rede de proteção. E não é por que somos loucos, como aqueles primos que nunca mencionamos. Nós somos metade dos romancistas, e há alguns autores mega-sellers entre nós. O nome Stephen King é familiar?
Por que nós não podemos ser conhecidos como membros da Escola de Ficção Stephen King?
O que você é: planejador ou pantser?
É algo bom determinar cedo, sabe. Você vai salvar-se de muita agonia, começos e paradas, frustações. Já há muito disso ao escrever um romance. Não tem sentido adicionar mais quando você não precisa.
Agora, confie em mim, seja lá qual for – planejador ou pantser – você vai desejar muitas vezes que fosse o outro. É mesma coisa com pessoas de cabelo liso e encaracolado. Os encaracolados então sempre tentando alisar, e os lisos estão sempre querendo enrolar. Natureza humana, eu acho.
Quando eu atinjo metade ou três-quartos de todos os romances que escrevi, eu tento fazer um pequeno plano, apenas para saber onde vou a seguir. Mas no fundo, eu sei melhor do isso. Planos para romances não funcionam comigo. De alguma maneira, eu planejo a história com antecedência, as coisas se tornam previsíveis.
Além disso, a natureza orgânica da natureza sempre me pega de jeito e os personagem acabam tomando conta do processo. Eles estão vivos e nunca me deixam colocar palavras em suas bocas ou dar palpite nos caminhos que eles vão tomar.
Vá aonde o processo te levar.
O mencionado acima Sr. King diz, “tente colocar personagens interessantes em situações difíceis e escrever para descobrir o que acontece”.
O quão divertido é isso? Eu vivo por isso! Escrever é meu processo de descoberta, e para mim – e qualquer outro pantser – assim é o único jeito que funciona.
Eu cresci com a televisão. E talvez isso tenha feito de mim um escritor intuitivo, e minhas histórias tendem a ter começos meios e fins.
Nem sempre eu sinto dessa maneira enquanto está acontecendo, e às vezes me pergunto por que as coisas estão acontecendo daquela maneira, mas tudo parece se juntar e dar certo.
Mas o que você é?
Agora, se você é um planejador e você tenta escrever sentado em suas cadeiras e vestindo suas calças, você saberá em breve que você cometeu um erro. Se você não é um escritor intuitivo, sua história estará por todos os lados, seu coelho irá te levar por florestas nas quais você não tem interesse, e você nunca irá encontrar seu caminho de volta.
Se você é um ou outro, deve se decidir e manter-se nessa decisão. Nenhuma é melhor, nem certo ou errado – a não ser que escolha o oposto do que você é. Então você não será feliz até trocar.
O planejador ultimate de romance.
Não perca a continuação dessas dicas semana que vem!


Fonte: https://www.jerryjenkins.com/how-to-outline-a-novel/

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo