[E] – Como usar a Regra de Outro para um livro viciante

17.7.17

por Jerry Jenkins | tradução de Leandro Zapata
Pergunte a si mesmo: o que me manteria escutando?
Entre nossos melhores matadores de tédio modernos estão os comediantes. E a chave para uma grande piada é a construção – aquela sequência cuidadosa de elementos que levam para o final satisfatório: o punchline. Quanto melhor o comediante/contador-de-história, mais estrategicamente essa antecipação é construída. Faça-os esperar, seja ouvinte ou leitor, mas tenha certeza que o final valha a pena toda espera.
Trate seu leitor como você quer ser tratado. Nunca decepcione ou entedie. Continue construindo, continue prometendo e continue dando resultados. Então, enquanto cada cena é promissora, construtiva e os faça esperar pelo resultado, seu livro na íntegra deve fazer o mesmo em uma escala maior.
Note...



... como eu fiz com meu livro de maior sucesso, Deixados para Trás, o primeiro título de uma série com o mesmo nome. Esse primeiro livro foi publicado 20 anos atrás e recentemente atingiu mais de 8.5 milhões de cópias vendidas.
Eu abro o primeiro capítulo com meu personagem principal, um piloto de 747, flertando com a ideia de traição no seu casamento com sua aeromoça, justificando em sua mente que sua esposa virou uma fanática religiosa ultimamente. Mas antes que ele e sua luxuria possam atingir seu destino, mais ou menos um terço de seus passageiros desapareceram de dentro de suas roupas.
No momento que isso acontece, eu estabilizei que ele e sua esposa têm uma filha na idade de faculdade e um filho no ensino fundamental; e que sua esposa ficou obcecada com a ideia do arrebatamento da igreja – algo que ele ridicularizou. Até agora.
Admitindo, esse é um grande resultado por si só, mas note que agora há muitas perguntas automáticas que surgem. Se esse é o arrebatamento, então:
1. Isso aconteceu universalmente?
2. Outros voos foram afetados da mesma maneira?
3. O que meu piloto irá fazer para manter os passageiros calmos com seus parentes amados desaparecendo?
4. O que significa para a aeromoça agora que seus flertes com o piloto se tornaram completamente irrelevantes diante da situação?
5. Ele será capaz de pousar o avião?
6. Ele descobrirá que sua esposa desapareceu?
7. E quanto a filha dele?
8. E o filho?
9. Se sua esposa estava correta, ele tem uma segunda chance?
Se você consegue criar um cenário, o resultado dele imediatamente cria mais linhas que levam a resultados antecipados, você não precisa se preocupar com o interesse dos leitores murchando.

Enquanto você não perde o básico, como...
1. Introduzir seu personagem rapidamente e jogá-lo em problemas o mais rápido possível;
2. Manter sua inclinação e evitar a introdução de muitos personagens;
3. Evitar flashbacks e backstory e rapidamente entrar em sua história cronológica;
... lembre-se da Regra de Ouro e escreva a história que te manteria virando as páginas.

Crie um cenário que construa tensão.
Faça-os esperar. Então, entregue o resultado que inicie outra situação e comece o processo outra vez. Faça tantas vezes e, antes que perceba, seu leitor estará indo para um gigantesco e satisfatório final. E, quem sabe, um best-seller.


Fonte: https://www.jerryjenkins.com/the-secret-to-compelling-writing/

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo