[E] - O que é o POV na escritura e como usá-lo?

2.10.17

por Jerry Jenkins | tradução de Leandro Zapata
“O que é POV?” é uma pergunta que muitos escritores me perguntam. É uma sigla que significa Point of View (n.t.: Ponde de Vista em inglês). E o problema mais comum que vejo em romancistas em potencial é a inabilidade de entenderem esse conceito.
O editor veterano Dave Lambert diz, “Nenhuma decisão irá impactar o formato e a textura de sua história mais o que sua escolha de ponto de vista.”
Então, o que é POV na escrita?
1. Ponto de vista é a perspectiva pela qual você escrevera sua história. Você pode escolher contar em Primeira pessoa (eu); Segunda pessoa (você); ou em Terceira pessoa (ele, ela).
2. O segredo para fazer dar certo é limitar uma perspectiva de personagem por cena, preferivelmente por capítulo, e, frequentemente, por livro.
3. A regra cardial é nunca violar a regra 2. O que significa não mudar a perspectiva dentro da mesma cena. E, definitivamente nunca dentro de um mesmo parágrafo ou sentença. Sim, isso acontece, e é um gigantesco não-não.
Exemplo de POV:
[POV em terceira pessoa] Suzie esgueirou-se em História Americana 101, atrasada como sempre, desejando que o Dr. Luck não desse um de seus famosos sermões nela. Ele se perguntava se era possível que ela chegasse a tempo algum dia.
Isso é chamado de pula-cabeça (quando o narrador está em mais de um personagem por vez). E aqui está o que está errado nisso:
1. Implica narrador onisciente, o que é arcaico.
2. Viola a regra 2: um POV por cena.
3. A perspectiva de um personagem serve como sua câmera. Seu leitor experimenta apenas o que aquele personagem vê, pensa, sente, cheira e prova.
Então, como o leitor pode aprender sobre os outros personagens?
Pelo que eles dizem, e pelo que seu personagem POV diz/pensa/sente/acredita sobre o outro personagem. Se Bill é seu personagem POV e você está escrevendo na terceira pessoa, você não pode escrever, “Bill disse que estava feliz por ela, mas Mary não acreditou nele”.
Por quê?
Porque você sabe apenas o que seu personagem POV sabe. E Bill não pode dizer com certeza o que a Mary acredita ou não. Mas ele pode tentar adivinhar. Portanto, você pode escrever, “Bill disse que estava feliz por ela, mas não sabia se ela acreditava nele ou não.” ou “... mas ele podia dizer, pela cara que ela fez, que Mary não acreditou do que dizia.” Ou uma variante assim.
Múltiplos POV’s em uma mesma história.
Em alguns livros da série Deixados para Trás, eu alternei entre cinco ou mais perspectivas de personagens dentro do mesmo livro, mas eu deixe claro como cristal cada fez que fazia a transição. Talvez, eu tenha terminado a cena onde o piloto Rayford Steele era o personagem POV e ele se encontra em um dilema em Londres. Agora, eu quis mudar o lugar e personagem POV.
Então, eu adicionei um espaço a mais entre parágrafos e inseri o chamado dingbat tipográfico – como esse: ### – então introduzia o novo personagem POV:
Enquanto isso, em Los Angeles, Buck Wiliians sentava pensativo diante de seu laptop...
Em meu último livro, The Valley of the Dry Bones, eu escrevi um único personagem POV durante todo o livro.
Primariamente, lembre-se de que, indiferente do POV que você escolha, você está limitado a uma perspectiva por cena. Ponto final.
Qual POV você escolherá para seu próximo trabalho e quantos personagens POV você irá usar?

Fonte: https://www.jerryjenkins.com/point-of-view/

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo