[E] - Segredos para escrever um final cativante - Pt.2

16.10.17

por Jerry Jenkins | tradução de Leandro Zapata
Este post é uma continuação deste.
Deveres.
1. Seja generoso com seus leitores. Eles investiram em você e no seu trabalho durante todo o caminho. Dê a eles uma recompensa justa. Não permita que pareça apresado por não permitir que fosse apressado.
2. Faça um final imprevisível, porém justo. Você quer que seus leitores sintam como se tivessem previsto – por que você plantou as dicas necessárias –, mas não sintam enganados.
3. Nunca se acomode. Se você não está satisfeito com cada palavra, revise até estar.
4. Se você tiver muitas ideias para como terminar, não se desespere. Apenas force-se a encontrar o melhor deles. Na dúvida, não vá para o mais esperto ou cerebral. Os leitores adoram ser comovidos. Vá com o coração.
5. Reescreva até brilhar. Eu já disse várias vezes que escrever é reescrever, e isso não é mais verdadeiro do que para o final de seu livro. Quando você sabe que reescreveu o bastante? Quando você foi de melhorar para apenas escrever diferente.
Nada pode vir depois do final.
Eu não deveria ter de dizer isso, mas preciso. Por quê? Simples: muitos autores amadores pensam que é sofisticado deixar acontecimentos nebulosos, ou eles querem deixar para revelar algo crucial apenas no Epilogo. Evite esse erro.
Os leitores modernos criados com a cronologia da televisão e filmes – começo, meio e fim. Eles esperam que o final faça seu trabalho. Tipinhos artísticos podem pensar que é triste simplesmente parar e desfrutar de um talk show sobre como a vida não é tão arrumada.
Bem, maravilha! Eu já vi filmes demais que terminam nebulosamente, e posso afirmar que a maioria das pessoas não gosta de sair balançando a cabeça tentando decifrar o filme. Eles olham um para os outros e dizem, “Sério? É só isso? Estamos aqui para nos perguntar o que acontece agora?”
Tudo que isso faz para mim como autor é me lembrar de que eu tenho um único trabalho, e eu anoto a mim mesmo para fazer isso todas às vezes. Invente um mundo para seus leitores e entregue uma experiência satisfatória para eles. Eles investiram o tempo e dinheiro deles, acreditando que eu iria manter meu lado da barganha – e isso significa entregar o começo, o meio e o fim. Um fim que satisfaça.
Isso não significa que todo final é um final feliz, tudo amarrado em um laço rosa. Mas o leitor precisa saber o que aconteceu, as perguntas devem ser respondidas, as coisas devem ser resolvidas, os quebra-cabeças montados. E porque eu tenho uma visão de mundo esperançosa, meu trabalho refletirá nisso.
Se você escreve com outra visão de mundo, pelo menos seja consistente. Termine suas histórias como você vê a vida, e não simplesmente pare.
Dito isso, algumas histórias terminaram bem certinhas e então parecerem planejadas. Se elas terminarem tarde demais, você pediu ao seu leitor para te tolerar por muito tempo. Seja sensato. Da mesma maneira que você decide quando entrar e sair de cena, cuidadosamente determine quando sair de seu livro.
Não se esqueça do seu herói.
Isso pode parecer óbvio, mas eu já vi ser violado. Seu personagem principal deve ser o centro do palco no fim. Tudo que ele aprendeu durante todos os conflitos que surgiram quando ele tentava consertar os problemas que você criou para ele devem tê-lo transformado na pessoa que se levantará para o final. Talvez, até esse ponto, ele foi defeituoso, fraco e derrotado. Mas o arco de seu personagem deve se resolver e estar completo.
A ação deve acontecer em um palco, não apenas ser lembrada ou simplesmente narrada. Ela não pode se resolver por um milagre ou por que ele percebeu algo. Ele deve agir.
Isso é o que faz o leitor reagir emocionalmente, e se isso se comover quando você escreve, isso comoverá seus leitores exponencialmente mais!
Veja você mesmo como o capitão de um incrível avião. Você levou seus leitores em uma longa e cheia jornada. Agora, deve pousar.
O que você faz para garantir um final incrível para seu livro?

Fonte: https://www.jerryjenkins.com/secrets-writing-captivating-ending/

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo