[R] - Memórias de Um Sobrevivente, de Doris Lessing

13.10.17

Alguns anos atrás, aconteceu um amigo secreto no meu último ano do ensino médio. Como leitor assíduo que era, claramente coloquei em minha lista de pedidos “livro”. Sim, simplesmente assim. Quem pegou meu nome foi meu ex-professor de química, de quem sempre gostei, mas nunca fui próximo. Naquela época eu já havia lido mais de cem livros, portanto, ficara a dúvida: que livro ele poderia me dar que eu ainda não tinha lido? A resposta dele: ele me deu uma caixa com 16 livros! Era o sonho. Todos os livros eram antigos – publicados nas décadas de 70 e 80. Entre eles estava Memórias de um Sobrevivente.



O título não revela muito sobre a história. A história mostra as consequências da queda da sociedade moderna – apesar de que em nenhum momento é contado o que exatamente aconteceu; e isso para mim foi extremamente frustrante. Acompanhamos uma mulher cujo nome não é citado no livro – e se o é, não me lembro; sim, o livro foi marcante nesse nível – que vive em um apartamento pequeno, porém inteiro, diferente da maioria das casas desse mundo desolado.
Raramente saindo dele, ela acompanha as mudanças do mundo através da janela. Ela vê tribos de jovens chegando de algum lugar – nunca citado – e partindo para outro – também desconhecido. Um dia, Emily, uma garotinha é deixada em sua casa por um homem – também sem nome – que manda que a mulher cuide dela. E ela assim o faz. Com Emily vem um gato com cara de cão, que se tem nome, também não me lembro.
Por não lembrar de muitas coisas, o leitor deve estar imaginando que não li o livro, mas afirmo que o fiz durante várias torturosas semanas, eu simplesmente não gostei e acabei por ler sem muita atenção. A história é um tanto lenta e parece que está sempre se construindo para um momento que nunca chega. Imagine que você esteja lendo Harry Potter e a Pedra Filosofal, durante todo o livro ela é citada, explicada e você quer chegar na parte em que ela finalmente aparece, mas isso nunca acontece. O livro acaba na parte em que eles estão jogando o xadrez gigante ou qualquer coisa assim.
Frustrante, não? Essa foi minha sensação ao terminar Memórias de um Sobrevivente – um título que, para mim, não fez sentido; primeiro que a principal é uma mulher, portanto, deveria ser “de UMA”; segundo que elas sobrevive a que?
É como um daqueles filmes que ganham o Oscar, mas que ninguém gosta, apenas os críticos ricos.

Enfim, este é um livro cuja leitura é tediosa. Talvez eu não tenha entendido o simbolismo ou a história como um todo. Talvez eu goste de livro em que, você sabe, coisas de fato acontecem. Talvez, se a mulher tivesse saído de seu apartamento e fugido para tentar uma vida melhor – como passa várias e várias cenas do livro ameaçando fazer – a história seria melhor. Não sei. Apenas sei que não é um livro que eu revisitaria nem se minha vida dependesse disso. E se nunca leu, não perca seu tempo e dinheiro. Vá ler Afterlife, é muito melhor e de graça.

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo