[STL] - Stranger Things

8.11.17

Uma das séries mais fortes, bem escritas e famosas da Netflix, Stranger Things chegou para ficar. Numa mistura de sci-fi, terror, aventura e mistério, a série trás uma vibe anos 80 – já que é a década em que ela se passa – e muitas teorias de conspiração. Uma série assim, com certeza, deve ter um material fonte muito bom, como acontece com Game of Thrones ou as séries de super-herói, como Arrow e Flash.
A série gira em torno de quatro – ou cinco, se você contar Will; mas vou chegar lá – crianças: Mike, Dustin, Lucas e a maravilhosa Eleven. Quando Will desaparece misteriosamente, Mike, Dustin e Lucas partem em uma jornada para encontrá-lo. Este é o primeiro traço que facilmente poderia vir de um livro, já que no mundo real crianças não procuram por outra criança desaparecida.

No caminho, eles encontram com Eleven, uma menina careca misteriosa que possui poderes mentais – principalmente mover objetos com a mente –, o que inclui uma conexão via rádio com o Upside Down, um mundo paralelo, que aparentemente tem uma conexão com o nosso, pois os lugares mostrados são exatamente iguais, porém destruídos. Deste mundo vem o Demogorgon.
Demogorgon um monstro sem rosto que leva pessoas do nosso mundo para o dele – e faz algo com essas pessoas, mas não vou escrever pra evitar spoilers. Levando em consideração que a maioria dos seres mitológicos que conhecemos – desde gnomos até deuses – vêm de textos escritos, é fácil de imaginar que Demogorgon não é diferente.
Na série também acompanhamos outros personagens, como Joyce, mãe de Will; Hopper, um policial com problemas alcoólicos; e Nancy e Jonathan, dois adolescentes. Cada um seguem suas próprias teorias e conflitos que raramente se cruzam com a jornada principal – a das crianças – ou uma com as outras.


Antes de chegarmos ao final, preciso descrever uma cena. As crianças descobrem que os poderes de Eleven vêm de um complexo do governo – e que isso está conectado com o desaparecimento de Will. Essa organização está à procura da menina. Quando finalmente a encontram, há uma perseguição, da qual as crianças, de bicicleta, escapam dos carros. Realisticamente, isso seria impossível; exceto em livros.
Como dizem, todos os caminhos levam ao mesmo lugar. E essa frase resume o final da série. Todas as jornadas da história levam a um mesmo lugar, ou melhor, criatura: Demogorgon. Tudo está amarrado de tal maneira que facilmente levamos a acreditar que essa história saiu das páginas de um livro; um que nunca ouvimos falar até então.
Mas não. Não saiu.
Os irmãos Matt e Ross Duffer não se basearam em nenhuma outra história – os easter-eggs e referência a outros filmes não contam. Stranger Things foi brilhantemente escrito direto para televisão. Incrível, não? Sem a menor sombra de dúvida seria incrível ler um livro dessa história; entrar na mente dos personagens, principalmente de Will que está ausente durante quase todos os episódios. Fico muito curioso para saber o que ele sentiu e viu durante o tempo que passou no Upside Down – spoiler: era onde Will estava o tempo inteiro.
Já viu a série? O que achou? Sua mente pirou na segunda temporada? Quero saber nos comentários!

You Might Also Like

0 comments

Página Um Beijo